domingo, 30 de agosto de 2020

Introdução ao declínio do Socialismo

 

Material de Leitura – Introdução ao declínio do Socialismo

 


Declínio do Socialismo – Material de leitura – 3º ano - Não há necessidade de devolver, cole em seu caderno e use para estudar!

Objetivo central: Identificar questões sociais e estruturais que envolvem a queda da URSS e ascensão do capitalismo.

 

Olá, pessoal!

Importante que o texto desta semana deixado pelo professor seja utilizado para acompanhar a linha de raciocínio do conteúdo abaixo! Boa sorte, e lembre de deixar o material colado em seu caderno!

 

Sites confiáveis utilizados para elaboração deste texto e para pesquisa:

·         www.webgeo.net.br

·         https://mundoeducacao.uol.com.br/geografia/o-fim-socialismo.htm

·         https://historialiberta.com.br/historia-da-europa/o-declinio-do-socialismo-real/


A criação do socialismo como regime político-econômico visava sufocar e extinguir o sistema que vigorava no final do século XIX, o capitalismo. As ideias socialistas almejavam implantar uma sociedade mais justa e igualitária. Os principais idealizadores do socialismo foram os alemães Karl Marx e Friedrich Engels, após uma profunda análise no sistema capitalista eles proporam a estruturação de uma sociedade alicerçada no regime socialista.

A partir daí, as ideias do regime socialista se espalharam pelo mundo e muitos países as implantaram. No entanto, tais nações não instituíram o socialismo aos moldes propostos por Karl Marx e Friedrich Engels. Desse modo, o socialismo aplicado em diversas nacionalidades recebeu o nome pelos estudiosos de “socialismo real”, ou seja, aquele que realmente foi colocado em prática. Na União Soviética e todo Leste Europeu foi instaurado o socialismo real, marcado principalmente pela enorme participação do Estado. Esse fato fez emergir, de certa forma, um sistema um tanto quanto ditatorial, tendo em vista que as decisões políticas não tinham a participação popular. A liberdade de expressão era reprimida pelos dirigentes, que concentravam o poder em suas mãos.

Com o excesso de centralização do poder, a classe de dirigentes, bem como os funcionários de alto escalão do governo, passaram a desfrutar de privilégios que não faziam parte do cotidiano da maioria da população; o que era bastante contraditório, pois o socialismo buscava a construção de uma sociedade igualitária.

Em todo o transcorrer da década de 80, a União Soviética enfrentou uma profunda crise, atingindo a política e a economia. Tal instabilidade foi resultado de diversos fatores, dentre os quais podemos destacar o baixo nível tecnológico em relação aos outros países. Isso porque o país investiu somente na indústria bélica, deixando de lado a produção de bens de consumo. Além, da diminuição drástica da produção agropecuária e industrial. Diante dos problemas apresentados, a população soviética ficava cada vez mais descontente com o sistema socialista. A insatisfação popular reforçava o anseio de surgir uma abertura política e econômica no país para buscar melhorias sociais. O desejo de implantar um governo democrático na União Soviética consolidou a queda do socialismo no país. Fato que ligeiramente atingiu o Leste Europeu, que buscou se integrar ao mundo capitalista. Hoje, praticamente não existem países essencialmente socialistas, salvo Cuba. São ainda considerados socialistas: China, Vietnã e Coréia do Norte. Aos poucos essas nações dão sinais de declínio quanto ao sistema de governo, promovendo gradativamente abertura política e econômica.


A queda do Muro de Berlim representou a queda do regime socialista no mundo.
























 

Introdução a Roma Antiga

 

Material de Leitura – Introdução a Roma Antiga

 Roma Antiga – Material de leitura – 1º ano - Não há necessidade de devolver, cole em seu caderno e use para estudar!

 

Objetivo central: Identificar questões sociais e estruturais que envolvem Roma Antiga.

 

Olá, pessoal!

Importante que o texto desta semana deixado pelo professor seja utilizado para acompanhar a linha de raciocínio do conteúdo abaixo! Boa sorte, e lembre de deixar o material colado em seu caderno!

 

Sites confiáveis utilizados para elaboração deste texto e para pesquisa:

www.webgeo.net.br

https://www.todamateria.com.br/roma-antiga/

https://www.infoescola.com/historia/roma-antiga-monarquia-republica-e-imperio/

https://mundoeducacao.uol.com.br/historiageral/roma-antiga.htm

 

 


Roma Antiga

 

A cidade de Roma nasceu como uma pequena aldeia e se tornou um dos maiores impérios da Antiguidade.Situada na Península Itálica, centro do Mediterrâneo europeu, Roma era o centro da vida política e econômica da região.

 

Fundação de Roma

 

A fundação de Roma está envolta em lendas. Segundo a narrativa do poeta Virgílio, em sua obra Eneida, os romanos descendem de Enéias, herói troiano, que fugiu para a Itália após a destruição de Troia pelos gregos, por volta de 1400 a.C. Reza a lenda que os gêmeos Rômulo e Remo, descendentes de Enéias, foram jogados no rio Tibre, por ordem de Amúlio, usurpador do trono.

Detalhe da pintura de Rubens que retrata Rômulo e Remo amamentados por uma loba. Amamentados por uma loba e depois criados por um camponês, os irmãos voltam para destronar Amúlio. Os irmãos receberam a missão de fundar Roma, em 753 a.C. Rômulo, após desentendimentos, assassinou Remo e se transformou no primeiro rei de Roma.

Na realidade, Roma formou-se da fusão de sete pequenas aldeias de pastores latinos e sabinos situadas às margens do rio Tibre. Depois de conquistada pelos etruscos chegou a ser uma verdadeira cidade-Estado.

Monarquia Romana (753 a.C. a 509 a.C.)

 

Na Roma monárquica, a sociedade era formada basicamente por três classes sociais:

·         Os patrícios, a classe dominante, formada por nobres e proprietários de terra;

·         Os plebeus, que eram constituídos por comerciantes, artesãos, camponeses e pequenos proprietários;

·         Os clientes, que viviam da dependência dos patrícios e os plebeus, e eram prestadores de serviços.

Na monarquia romana, o rei exercia funções executiva, judicial e religiosa. Era assistido pela Assembleia Curiata, que estava formada por trinta chefes de famílias do povo. Sua função mudou ao longo dos séculos, mas eram responsáveis por elaborar leis, recursos jurídicos e ratificar a eleição do rei. Em certos períodos a Assembleia Curiata deteve mais poder que o Senado. O Senado, composto pelos patrícios, assessorava o rei e tinha o poder de vetar as leis apresentadas pelo monarca.

As lendas narram os acontecimentos dos sete reinados da época. Durante o governo dos três últimos, que eram etruscos, o poder político dos patrícios declinou. A aproximação dos reis com a plebe descontentavam os patrícios. Em 509 a.C., o último rei etrusco foi deposto e um golpe político marcou o fim da monarquia.

 

República Romana (509 a.C. a 27 a.C.)

 

A implantação da república significou a afirmação do Senado, o órgão de maior poder político entre os romanos. O poder executivo ficou a cargo das magistraturas, ocupadas pelos patrícios.A república romana foi marcada pela luta de classes entre patrícios e plebeus. Os patrícios lutavam para preservar privilégios e defender seus interesses políticos e econômicos, mantendo os plebeus sob sua dominação.Entre 449 e 287 a.C. os plebeus organizaram cinco revoltas que resultaram em várias conquistas: Tribunos da plebe, Leis das XII tábuas, Leis Licínias e Lei Canuleia. Com essas medidas, as duas classes praticamente se igualaram.

A Expansão Romana

Durante a Guerra Púnica foram utilizados elefantes como animais de combate. A primeira etapa das conquistas romanas foi marcada pelo domínio de toda a Península Ibérica a partir do século IV a.C.

A segunda etapa foi o início das Guerras de Roma contra Cartago, chamadas Guerras Púnicas (264 a 146 a.C.). Em 146 a.C. Cartago foi totalmente destruída. Em pouco mais de cem anos, toda a bacia do Mediterrâneo já era de Roma.

Crise da República

 

Na República romana, a escravidão era a base de toda produção e o número de escravos ultrapassava os de homens livres. A violência contra os escravos causou dezenas de revoltas.Uma das principais revoltas escravos foi liderada por Espártaco entre 73 a 71 a.C. À frente das forças rebeldes, Espártaco ameaçou o poder de Roma.Para equilibrar as forças políticas, em 60 a.C., o Senado indicou três líderes políticos ao consulado, Pompeu, Crasso e Júlio César, que formaram o primeiro Triunvirato.Após a morte de Júlio César, foi instituído o segundo Triunvirato constituído por Marco Aurélio, Otávio Augusto e Lépido.As disputas de poder eram frequentes. Otávio recebeu do senado o título de Prínceps (primeiro cidadão) foi a primeira fase do império disfarçado de República.

Império Romano (27 a.C. a 476)

Mapa dos territórios dominados pelo Império Romano por volta de 70 d.C.

O imperador Otávio Augusto (27 a.C. a 14) reorganizou a sociedade romana. Ampliou a distribuição de pão e trigo e de divertimentos públicos - a política do pão e circo.

Depois de Augusto, várias dinastias se sucederam. Entre os principais imperadores estão:

·                 Tibério (14 a 37);

·                 Calígula (37 a 41);

·                 Nero (54 a 68);

·                 Tito (79 a 81);

·                 Trajano (98 a 117);

·                 Adriano (117-138);

·                 Marco Aurélio (161 a 180).

 

Decadência do Império Romano

 

A partir de 235, o Império começou a ser governado pelos imperadores-soldados, cujo principal objetivo era combater as invasões.

Do ponto de vista político, o século III caracterizou-se pela volta da anarquia militar. Num período de apenas meio século (235 a 284) Roma teve 26 imperadores, dos quais 24 foram assassinados.Com a morte do imperador Teodósio, em 395, o Império Romano foi dividido entre seus filhos Honório e Arcádio.

Honório ficou com o Império Romano do Ocidente, capital Roma, e Arcádio ficou com o Império Romano do Oriente, capital Constantinopla. Em 476, o Império Romano do Ocidente desintegrou-se e o imperador Rômulo Augusto foi deposto. O ano de 476 é considerado pelos historiadores o marco divisório da Antiguidade para a Idade Média. Da poderosa Roma, restou apenas o Império Romano do Oriente, que se manteria até 1453.

Curiosidades

 

·         Devido à expansão territorial, durante o império, os romanos passaram a representar 25% da população mundial.

·         Os canhotos eram vistos como pessoas de má-sorte e não confiáveis. Esta crença permaneceu até pouco tempo quando as crianças eram obrigadas a escrever com a mão direita.

·         Os romanos prezavam muito pela higiene. As classes abastadas tinha água encanada em casa e os pobres possuíam fontes perto de suas residências. Igualmente, iam regularmente aos banhos públicos.

·         A urina era aproveitada para diversos fins por conta do ácido e outros componentes: usavam para clarear os dentes, lavar a roupa e fazer moedas.


 
















INTRODUÇÃO AS CARACTERÍSTICAS GERAIS DA ÁSIA SETENTRIONAL

 

GEOGRAFIA – 9º ANO – INTRODUÇÃO AS CARACTERÍSTICAS GERAIS DA ÁSIA SETENTRIONAL

 Orientação: Leia o material com atenção e cole em seu caderno – Não é necessário devolver na escola

Objetivo: Identificar as principais características físicas da porção norte da Ásia.

 Sites confiáveis para pesquisa:

www.webgeo.net.br

https://www.coladaweb.com/geografia/regioes-da-asia

https://www.todamateria.com.br/paises-da-asia/

https://pt.slideshare.net/luizaogu/sia-setentrional-25662998

 

Regiões da Ásia

 

A Ásia é o continente de maior extensão do planeta. Seus mais de 44 milhões de Km2 de superfície abrangem quase um terço das terras emersas. A região é formada por uma grande massa continental e numerosas ilhas.

A Ásia é também o continente mais populoso, tem cerca de 4,5 bilhões de habitantes, que correspondem a mais de 60% da população mundial.

Em razão de sua enorme extensão territorial e das diferenças naturais, populacionais e econômicas, a Ásia é dividida em 6 regiões com características próprias, fato que facilita nossos estudos.

Ásia Setentrional

 A Ásia Setentrional compreende a parte asiática da Rússia. Seus habitantes são principalmente cristãos ortodoxos. É uma região pouco povoada porque o clima é muito frio; de fato, alguns de seus rios permanecem congelados durante meses. É o caso do rio Lena, que passa por enchentes devido ao degelo na primavera.

É uma região rica em florestas de coníferas (taiga) e carvão. Durante séculos, a taiga permaneceu quase desabitada. Somente os caçadores e os pastores de renas a visitavam, mas, a partir do século XX, importantes indústrias madeireiras passaram a se estabelecer na Sibéria ocidental e a instalar uma infraestrutura composta por estradas, linhas férreas, oleodutos e represas. Mesmo assim, a população permanece escassa.A região também possui reservas significativas de petróleo e gás natural, fator de relevância para a economia russa.

Abaixo algumas características básicas desta região asiática:














 

domingo, 23 de agosto de 2020

Proposta de atividade – Análise materiais didáticos de Geografia na séries iniciais

 Proposta de atividade – Análise materiais didáticos de Geografia na séries iniciais

 

      Produção textual (No máximo 2 páginas), comentando todos os itens sugeridos para análise, contido no material das semanas anteriores (Exceto os dados técnicos – estes devem vir após cabeçalho) no formato de um texto corrido;

      Somente os dados técnicos devem ficar isolados, portanto devem ser preenchidos de acordo com a proposta do slide 2, antes do início do texto;

      O trabalho deverá ser executado individualmente;

      Data de entrega: 15/09/2020;

      Peso: 10,0;

      Turmas e a respectivas análises: 41 (1º, 2º, 3º ano), 42: (4º e 5º ano).

 Exemplo de trabalho a ser desenvolvido:

 

Cabeçalho

EEB. ENGENHEIRO SEBASTIÃO TOLEDO DOS SANTOS (COLEGIÃO)

Curso: Magistério

Componente Curricular: F.T.M de Geografia

Assunto: Materiais didáticos de Geografia

Professor: Lucas Cechinel da Rosa

Aluno:

 

 

 

 

Dados técnicos:

 




       Título da obra: XXXXXXXXXXXXXXX

       Autores: XXXXXXXXXXXXXXX

       Público-alvo: XXXXXXXXXXXXXXX

       Componentes da série: XXXXXXXXXXXXXXX

       Dimensões: XXXXXXXXXXXXXXX

       Número de Páginas: XXXXXXXXXXXXXXX

       Ano da Edição: XXXXXXXXXXXXXXX

       Acabamento: XXXXXXXXXXXXXXX

       Editora: XXXXXXXXXXXXXXX

       ISBN: XXXXXXXXXXXXXXX

 

Título da análise: Deverá conter o nome do livro, sendo que você poderá acrescentar algo (Ex: Análise didática do livro brincando com mapas – 5º ano)

Obedeça parágrafo de 2 cm, evite frases muito longas, capriche na pontuação!

 


XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX.

 

 

 

 

 

 

 

Guerra Fria – Exercícios – 3º ano

 Guerra Fria – Exercícios – 3º ano - Não há necessidade de devolver, cole em seu caderno e use para estudar!

 Objetivo central: Identificar questões sociais e estruturais que envolvem o cenário bipolar global.

 Olá, pessoal!

Importante que o texto da semana anterior deixado pelo professor seja utilizado para acompanhar a linha de raciocínio dos exercícios abaixo! Boa sorte, e lembre de deixar o material colado em seu caderno!

 

1-Mediante aos nossos estudos sobre o tema, aponte as principais características da Guerra Fria?

R:______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

2-De acordo com o material disponibilizado, como os Estados Unidos buscou combater a União Soviética? Quem saiu vencedor da Guerra Fria?

R:______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

3- O que foi a corrida espacial? Quais foram suas implicações e consequências para o desenvolvimento da Ciência e Astronomia?

R:______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

4- Explique de maneira breve o papel de Gorbachev para o fim da URSS, a seguir aponte o que foram os seguintes planos: Perestroika e Glasnost.

R:________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Grécia Antiga – Exercícios – 1º ano

 Grécia Antiga – Exercícios – 1º ano - Não há necessidade de devolver, cole em seu caderno e use para estudar!

 Objetivo central: Identificar questões sociais e estruturais que envolvem a Grécia Antiga.

 Olá, pessoal!

Importante que o texto da semana anterior deixado pelo professor seja utilizado para acompanhar a linha de raciocínio dos exercícios abaixo! Boa sorte, e lembre de deixar o material colado em seu caderno!

 

1-Mediante aos nossos estudos sobre o tema, por que a Grécia Antiga é considerada uma civilização que foi extremamente desenvolvida e marcou a história humana no planeta?

R:______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

2-De acordo com o material disponibilizado, como a Grécia se organizava socialmente? Esta organização lhe dava um aspecto de Estado unificado?

R:______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

3- Quais são as principais características de Atenas e Esparta? Que tipo de rivalidade eram alimentadas entre estas Cidades-Estados?

R:______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

4- Como e o porquê foram criados os jogos olímpicos? Quais foram suas principais modalidades iniciais?

R:________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Introdução aos estudos de minerais e suas propriedades

 Introdução aos estudos de minerais e suas propriedades

 

Links confiáveis para pesquisa e utilizados na formação do texto:

·         https://alunosonline.uol.com.br/geografia/minerais.html;

·         www.webgeo.net.br;

·         https://mundoeducacao.uol.com.br/geografia/minerais.htm;

·         http://www.dnpm-pe.gov.br/Detalhes/Mineral.htm;

 Os minerais são compostos químicos inorgânicos formados naturalmente e que apresentam uma estrutura molecular bem definida. Eles podem ser formados na Terra ou surgir no planeta através de meteoritos e demais corpos espaciais não terrestres.

Atualmente, existem catalogados mais de quatro mil minerais e, à medida que os estudos geológicos avançam, mais e mais minerais vão sendo descobertos, alguns deles de origem extraterrestre. Em janeiro de 2014, por exemplo, um grupo de pesquisadores descobriu um novo mineral presente em um meteorito que havia sido coletado na Antártida na década de 1960. O nome do mineral é Wassonite e somente era produzido na Terra em pesquisas de laboratório.

Os átomos, em geral, possuem uma estrutura cristalizada com uma cadeia química estabelecida, responsável por conferir a esse mineral as suas propriedades físicas. Como já mencionamos, eles são sempre de origem inorgânica, de forma que os materiais de origem orgânica são chamados de mineraloides, tais como a pérola e o âmbar.

Conforme as suas composições, os minerais podem ser classificados em metálicos e não metálicos:

a) Minerais metálicos: como o nome sugere, são aqueles compostos por elementos químicos metálicos. Costumam ser bons condutores de eletricidade. Exemplos: alumínio, ferro, cobre etc.

b) Minerais não metálicos: são aqueles não compostos por elementos químicos metálicos, tais como diamante, calcário e areia.

O estudo dos minerais é complexo. A observação de suas características obedece a alguns diferentes critérios, a saber:

1) Cristalização: corresponde à forma geométrica tridimensional do mineral.

2) Cor: corresponde à coloração externa do mineral, com os comprimentos de ondas absorvidos pela sua composição química.

3) Transparência: capacidade dos minerais de absorverem ou não a luz, podendo ser divididos em translúcidos e opacos.

4) Brilho: quantidade de luz refletida pelo mineral.

5) Dureza: é a capacidade do mineral em riscar e não ser riscado.

6) Traço: a cor do pó do mineral.

7) Fratura: é a superfície irregular do mineral resultante de sua quebra.

8) Densidade: é a quantidade de vezes que um mineral é mais pesado do que um volume igual de água.

9) Clivagem: nível de ruptura dos minerais em superfície plana ou regular.

10) Propriedades eletromagnéticas: capacidade dos minerais de conduzirem ou não corrente elétrica e sua capacidade de relacionar-se ao magnetismo, entre algumas outras propriedades de nível semelhante.