Postagens em destaque!

domingo, 22 de março de 2015

As linhas imaginárias

A fim de facilitar os estudos sobre a Terra, os cientistas a dividiu em linhas imaginárias que a cortam nas posições vertical e horizontal. Essas linhas são chamadas de paralelos e meridianos.
Os paralelos sempre na horizontal e os meridianos sempre na vertical
Os paralelos sempre na horizontal e os meridianos sempre na vertical
Os paralelos são linhas que passam paralelamente à Linha do Equador, que “corta” a Terra ao meio, ocasionando a divisão entre os hemisférios norte e sul. Os paralelos mais conhecidos são o Trópico de Câncer e o Trópico de Capricórnio.
Os paralelos mais conhecidos
Os paralelos mais conhecidos
Os meridianos são linhas traçadas verticalmente com relação à Linha do Equador. O meridiano mais conhecido é o Meridiano de Greenwich.
O único meridiano a receber um nome é o de Greenwich
O único meridiano a receber um nome é o de Greenwich
Os paralelos vão dar origem àquilo que chamamos de latitudes. Já os meridianos vão dar origem àquilo que chamamos de longitudes.
Juntas, as latitudes longitudes formam as coordenadas geográficas. A partir das coordenadas geográficas é possível localizar qualquer ponto existente na Terra, o que é muito útil para viajantes, marinheiros, e para quem gosta de saber exatamente onde está.
Para saber mais, acesse:

terça-feira, 17 de março de 2015

Instruções - Trabalho 9º anos

Olá, pessoal!

Seguinte os comentários que fiz em sala de aulam, deixo aqui os arquivo explicativos para iniciarmos os trabalhos referentes à União Europeia!

Saliento que ambos os arquivos são editáveis e estão de acordo com o Linux educacional das escolas, portanto devemos trabalhar com os arquivos na sala de informática, não acumulando assim trabalho para casa.

Divisão dos trabalhos por país:



Clique aqui e baixe o arquivo do TRABALHO ESCRITO!


Clique aqui e baixe o arquivo da APRESENTAÇÂO!



quinta-feira, 12 de março de 2015

União Europeia: O principal bloco econômico mundial.

Segue um pequeno texto com uma coletânea de informações úteis para compreensão da lógica de surgimento e funcionamento da União Europeia.

A integração européia iniciou-se após a Segunda Guerra Mundial, com a necessidade de reconstruir a Europa, arruinada pelo conflito, e evitar novos confrontos entre os povos que faziam parte de uma mesma história política e geográfica.
A União Européia possui, de fato, um caráter único; os países que compõem a UE congregaram suas soberanias em algumas áreas para ganhar força e influência no mundo, as quais não poderiam obter isoladamente.
A ideia da Europa como uma unidade política e econômica tem pelo menos um século de existência. Mas foi apenas depois da assinatura do Tratado de Roma, de 1957.
Tratado de Maastricht
Criada em 1992, com a assinatura do Tratado de Maastricht, a União Européia é a sucessora da Comunidade Econômica Européia.
Acordos da União Européia
Os acordos da União Européia garantem acordo nos seguintes níveis de integração:
·         Integração econômico-comercial, cuja expressão concreta é o mercado único, ou seja, a livre circulação de bens, serviços, capitais e trabalhadores entre os Estados-membros.
·         Garantia de política externa e de segurança comum.
·         Garantia de políticas de imigração e de cooperação judiciária e policial.

A atual União Européia fundamenta-se juridicamente em quatro tratados fundadores:


§  Tratado da Comunidade Européia do Carvão e do Aço (Ceca)  A Ceca tinha como objetivo a integração das indústrias do carvão e do aço dos países europeus.

§  Tratado da Comunidade Econômica Européia (CEE) - Tinha como finalidade estabelecer um mercado comum europeu.

§  Tratado da Comunidade Européia da Energia Atômica (Euratom) - tinha como objetivo fomentar a cooperação no desenvolvimento e utilização da energia nuclear e elevação do nível de vida dos países-membros,

§  Tratado da União Européia (UE) - Reunidos na cidade de Maastricht, no sul da Holanda, em dezembro de 1991, os países-membros firmaram um novo tratado, em substituição ao de Roma, definindo os próximos passos para integração.

A integração evoluiu para a adoção de uma moeda única, o euro, criada em 1999, e para a unificação política. O euro começou a ser usado na forma de notas e moedas em 2002.