segunda-feira, 27 de junho de 2022

Como uma guerra pode influenciar a economia mundial?

A invasão da Ucrânia pela Rússia afetará toda a economia global ao desacelerar o crescimento e aumentar a inflação, e pode remodelar fundamentalmente a ordem econômica global a longo prazo, disse o Fundo Monetário Internacional (FMI) na última terça-feira (15).

Além do sofrimento humano e dos fluxos históricos de refugiados, a guerra está elevando os preços de alimentos e energia, incitando a inflação e corroendo o valor da renda, ao mesmo tempo em que afeta o comércio, as cadeias de suprimentos e as remessas em países vizinhos à Ucrânia, afirmou o FMI em um post em seu site.

Também está minando a confiança empresarial e provocando incertezas entre os investidores, o que reduzirá os preços dos ativos, apertará as condições financeiras e poderá desencadear saídas de capital de mercados emergentes, acrescentou.


sexta-feira, 24 de junho de 2022

Todos contra a dengue!

Os sintomas mais comuns da dengue são dor de cabeça e nos olhos, febre alta, muitas vezes passando de 40 graus, dor nos músculos e nas articulações, manchas avermelhadas por todo o corpo, falta de apetite e fraqueza. Em alguns casos, pode acontecer sangramento de gengiva e nariz.

quarta-feira, 22 de junho de 2022

Mapas ao longo do tempo!

Os mapas modernos são diretos, sintéticos e precisos. Por meio deles, pode-se ter uma imagem geral de uma configuração geográfica, com dados matemáticos.

A origem do mapa remonta a aproximadamente 4.500 anos. Antes de saber escrever, o homem já fazia desenhos para representar o espaço em que vivia.

Os desenhos traçados em diferentes materiais sobre fenômenos ambientais são registros de primordial importância para a humanidade. Os materiais utilizados na concepção dos mapas eram a cerâmica, o papel, o bronze, as cascas de coco, a pedra, a pele dos animais etc.



terça-feira, 21 de junho de 2022

Saiba mais sobre a Mata Atlântica!

A Mata Atlântica é um dos grandes biomas brasileiros, juntamente com a Amazônia, Caatinga, Cerrado, Pantanal e Pampa. O bioma, na definição do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é o "conjunto de vida (vegetal e animal) definida pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, resultando em uma diversidade biológica própria".


Em outras palavras, ele pode ser definido como uma grande área de vida composta por um conjunto de ecossistemas.Muitas vezes, o termo "bioma" é utilizado como sinônimo de "ecossistema" mas, diferente do ecossistema, a classificação de bioma interessa mais o meio físico (a fisionomia da área, principalmente da vegetação) que as interações que nele ocorrem. 

O perfil do local e a dimensão também importam na classificação: um ecossistema qualquer só será considerado um bioma se suas dimensões forem de grande escalas. Por exemplo, existe o bioma da Mata Atlântica e, dentro dele, ecossistemas como a floresta ombrófila densa, a mata de araucária, os campos de altitude, a restinga e os manguezais.

(Fonte: oeco.org.br).

segunda-feira, 20 de junho de 2022

Chegou o inverno!

O Inverno tem início no dia 21 de junho de 2022 às 06h14 e termina em 22 de setembro de 2022, com o equinócio da primavera.

Esta é a estação que antecede a primavera e sucede o outono. No Hemisfério Sul, onde está localizado o Brasil, o inverno caracteriza-se pelas temperaturas baixas, dias mais curtos e noites mais longas.

As regiões Sudeste e Sul do país são as mais marcadas pelas características típicas do inverno, sendo que no restante do Brasil as temperaturas são mais equilibradas, com pouca variação térmica.



domingo, 19 de junho de 2022

Atividades - Educação tecnológica

Olá, pessoal!

Abaixo temos os roteiros correspondentes a esta semana!

                                                                        Atividade 1

Atividade 2

                                                                          





sexta-feira, 17 de junho de 2022

Aglomerado de Virgem


O Aglomerado de Galáxias de Virgem é o aglomerado de galáxias mais próximo da nossa Via Láctea. O Aglomerado de Virgem está tão próximo que se estende por mais de 5 graus no céu - cerca de 10 vezes o ângulo formado por uma lua cheia. Com seu coração a cerca de 70 milhões de anos-luz de distância, o Aglomerado de Virgem é o aglomerado de galáxias mais próximo, contém mais de 2.000 galáxias e tem uma atração gravitacional notável nas galáxias do Grupo Local de Galáxias que cercam nossa Via Láctea. O aglomerado contém não apenas galáxias cheias de estrelas, mas também gás tão quente que brilha em raios-X. Movimentos de galáxias dentro e ao redor de aglomerados indicam que eles contêm mais matéria escura do que qualquer matéria visível que podemos ver. Retratado aqui, o coração do Aglomerado de Virgem inclui galáxias Messier brilhantes, como os Olhos de Markarian no canto superior esquerdo, M86 no canto superior direito do centro, M84 na extrema direita, bem como a galáxia espiral NGC 4388 no canto inferior direito.


Fonte: Nasa

quinta-feira, 16 de junho de 2022

Educação financeira e sua fundamental importância!

Segundo as novas diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Educação para a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a partir de 2020, todas as escolas precisam ter a Educação Financeira como item em sua grade curricular. Contudo, esse tópico não precisa ser uma matéria propriamente dita. Todavia, o tema deve aparecer ao menos como assunto transversal em outras matérias, como nas aulas de Matemática, por exemplo.

Alguns especialistas em finanças e também economistas, acreditam que é necessário que desde jovens as pessoas tenham acesso a esse assunto. Vale ressaltar, que com o avanço de Bancos Digitais, PIX e outras modernidades, nunca foi tão importante saber como lidar com o dinheiro, entender sobre investimentos e até mesmo como traçar um planejamento de longo prazo.


terça-feira, 14 de junho de 2022

5 aplicativos para organizar os estudos!

1. Estudaqui

Começamos nossa lista dos 5 melhores aplicativos de estudos com o mais completo entre eles. Se você deseja:

ter um plano de estudos personalizado de acordo com suas demandas e objetivos;ter controle e saber estatísticas do seu aprendizado, como tempo de rendimento e quantidade de matéria acumulada;

2. Evernote

Você queria ser mais produtivo ao estudar?

Achando difícil manter o controle dos prazos estabelecidos para estudar toda a matéria do concurso, ENEM ou prova de classe, como a OAB? Então comece inserindo um aplicativo de estudos no seu dia-a-dia. Os aplicativos para organizar estudo vão te ajudar muito.

O Evernote é um ótimo exemplo de aplicativo para manter seus pensamentos em ordem, bem como suas tarefas organizadas.

3. GitMind

Um aplicativo de organização de ideias pode ser extremamente útil para um estudante.

Com esse tipo de app você pode correlacionar assuntos de uma mesma matéria e ligá-las ao tópico principal. Assim, todos os conteúdos ficam mais acessíveis e organizados visualmente.

4. Be Focused

Você quer cronometrar o tempo para estudar cada matéria? O que acha de experimentar o Método Pomodoro de estudo?

Nele você pode dividir seu trabalho ou estudo em intervalos de 25 minutos, fazendo uma pequena pausa entre cada um. A técnica promete aumentar a sua produtividade e concentração, trazendo mais resultados e rendimento para suas horas de estudo.

5. Stayfocusd

O Stayfocusd é um aplicativo que restringe o tempo perdido com distrações e ajuda na concentração e foco nos estudos ou em outras atividades profissionais.

É muito comum estarmos estudando e pararmos, quase que involuntariamente, para olhar o Instagram e checar nosso Whatsapp. Esse hábito, entretanto, é extremamente prejudicial à sua concentração.

segunda-feira, 13 de junho de 2022

Vale a pena investir no Brasil?

Brasil recuperou uma posição e subiu para o 7º lugar no ranking dos países que mais atraíram investimento estrangeiro em 2021, segundo levantamento da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad).

O investimento estrangeiro no Brasil passou de US$ 28 bilhões em 2020 para US$ 58 bilhões no ano seguinte, o que representa um crescimento de 133%.



sexta-feira, 10 de junho de 2022

Dia mundial dos oceanos!

O Dia Mundial dos Oceanos (World Ocean Day) é celebrado em 8 de junho.


O objetivo desta data é relembrar a importância dos oceanos para o equilíbrio da vida no planeta Terra. E, para isso, são realizadas várias atividades de conscientização civil sobre os perigos enfrentados atualmente pelos oceanos.


Os oceanos constituem dois terços da superfície terrestre e são o principal regulador térmico do planeta. Hoje, o grande desafio é minimizar o impacto que as atividades humanas estão provocando nos oceanos.

Tema do Dia Mundial dos Oceanos

Anualmente, o Dia Mundial dos Oceanos apresenta um tema diferente. Nos últimos anos, as temáticas escolhidas para a data foram:

2022: "Revitalização: ação coletiva para o oceano.”


Os ciclos econômicos do Brasil

Os ciclos econômicos do Brasil fazem referência às atividades econômicas que foram desenvolvidas no país em diversos momentos.

Confira abaixo os principais ciclos econômicos brasileiros.

Ciclo do Pau-Brasil

Cultivado durante o período pré-colonial (1500-1530), o ciclo do pau-brasil foi o primeiro a despontar no país, com a a chegada dos portugueses.

Na época, eles buscavam metais preciosos nas terras descobertas. No entanto, como não o encontraram rapidamente, começaram a perceber a importância dessa planta nativa da Mata Atlântica utilizada para o tingimento de tecidos e com grande valor no mercado europeu.

Ciclos Econômicos do BrasilPau-Brasil

Diante disso, os portugueses começaram a negociar com os índios utilizando o escambo, ou seja, em troca do corte e do transporte da madeira, os portugueses lhes ofereciam objetos e armas desconhecidas pelos índios. Mais tarde, escravizaram os índios para enriquecer ainda mais.

Entretanto, a madeira que fora demasiadamente explorada começou a apresentar sinais de extinção. Além disso, o açúcar já possuía grande valor no mercado europeu.

Assim, foi o fim do ciclo do pau-brasil para dar início ao ciclo da cana, que já era cultivada por eles em outras regiões do mundo.

Ciclo da Cana-de-Açúcar

O ciclo da cana-de-açúcar foi o segundo ciclo econômico desenvolvido durante o Brasil colonial. Era um produto valorizado no mercado europeu e os portugueses já plantavam a cana em outros locais e, portanto, possuíam técnicas de plantio.

Ciclos Econômicos do BrasilCana-de-Açúcar

Nesse período, já era utilizada a mão-de obra escrava africana, posto que os índios foram acometidos por diversas doenças e, os que sobreviviam a essa exploração, tentavam fugir. Como conheciam bem melhor o território, os portugueses tinham dificuldade de encontrá-los.

Foi assim, que começou o tráfico negreiro e o transporte dos escravos africanos. O açúcar nesse momento, foi o principal produto de exportação. As principais características do ciclo da cana são:

  • Sistema Plantation
  • Monocultura
  • Latifúndios
  • Uso de mão-de-obra-escrava
  • Voltado para o mercado externo

Ciclo do Ouro

O ciclo do ouro ou da mineração começa no final do século XVII quando os portugueses encontram diversas jazidas do mineral. Isso ocorreu, sobretudo, na região do estado de Minas Gerais, atingindo seu auge no século XVIII.

Além de Minas, as jazidas de ouro foram encontradas também nos estados de Goiás e do Mato Grosso.

Ciclos Econômicos do BrasilOuro

Trata-se de um período de auge da economia colonial. Os portugueses, que já sofriam com a concorrência mundial do açúcar, passaram a investir na extração do minério por acreditar na estabilidade econômica.

Esse “boom” econômico gerou riquezas para a metrópole que enviava todo o ouro para a Europa. Nessa fase, houve também um aumento considerável da população no país. O ciclo do ouro termina em fins do século XVIII pelo esgotamento das minas no país.

A Inconfidência Mineira (1792) foi um dos importantes movimentos que ocorrera na época do Ciclo do Ouro, que tinha como objetivo principal a libertação da colônia.

Com o esgotamento das minas de ouro no país, o algodão (chamado de "ouro branco") passa a ser um dos principais produtos de exportação a partir do século XVIII e início do XIX.

Ciclos Econômicos do BrasilAlgodão

Com o advento da Revolução Industrial na Inglaterra e a necessidade de obter matéria prima para a indústria têxtil, o algodão passou a ter um papel preponderante na economia do país.

Essa fase é chamada de “Renascimento Agrícola” uma vez muitos produtos tropicais começam a ser cultivados simultaneamente pelo país, com o intuito de suprir o mercado externo europeu.

Um dos fatores determinantes foi o crescimento da população europeia nesse período e, consequentemente, o aumento do consumo de produtos tropicais.

O café (também chamado de “ouro negro") foi um dos principais produtos de exportação quando chegaram as primeiras mudas da planta no país. Isso aconteceu em meados do século XVIII, e esse período teve seu auge no século XIX.

O oeste paulista e a região do Vale do Paraíba, foram os principais locais de cultivo, visto o solo favorável presente: a terra roxa.

Ciclos Econômicos do BrasilCafé

Esse período econômico tem início com o declínio das exportações de cana-de-açúcar. Ainda que o trabalho escravo tenha sido utilizado no início do cultivo do café, muitos imigrantes sobretudo os italianos, chegaram ao país para trabalharem nas lavouras (no sistema de monocultura).

No final do século XIX, o Brasil chegou a exportar mais de 50% do produto para consumo mundial.

Ciclo da Borracha

Nesse período, o látex foi o principal produto de exportação, que era utilizado para a produção de borracha.

Esse ciclo econômico foi desenvolvido na região norte do país principalmente nas cidades de Manaus (Amazonas), Porto Velho (Rondônia) e Belém (Pará).

Igualmente, o ciclo da borracha está ligado diretamente à ocupação e posterior compra do território do Acre pelo Brasil, pois ali havia muitos seringais.

Ciclos Econômicos do BrasilExtração do Látex

Abrangeu o período entre os anos de 1890 e 1920, sendo dividido em duas fases: de 1879 e 1912 (primeiro ciclo da borracha), e entre 1942 e 1945 (segundo ciclo da borracha).

Na primeira fase, o principal impulso para a produção desse produto, extraído da seringueira, foi o advento da Revolução Industrial Inglesa, que exigia mais matéria-prima para a fabricação de produtos. Nesse período, cerca de 40% de toda a exportação brasileira era proveniente da Amazônia.

quinta-feira, 9 de junho de 2022

Complexos regionais brasileiros

Os Complexos Regionais do Brasil ou Regiões Geoeconômicas do Brasil são uma regionalização criada pelo geógrafo brasileiro Pedro Pinchas Geiger, na década de 1960. Essa divisão levou em consideração não apenas a localização dos estados, mas seus aspectos naturais e socioeconômicos. O geógrafo criou então três regiões: Região Amazônica, Região Centro-Sul e Região Nordeste.

Mapa dos complexos regionais (ou regiões geoeconômicas) do Brasil. © InfoEscola

Complexo regional da Amazônia

O complexo regional da Amazônia é a maior das regiões, porém é a menos povoada e seus estados contam com as mais baixas densidades demográficas do país. E uma significativa parcela da população reside nas capitais, sobretudo, em Belém e Manaus.

Esta região compreende os estados:

  • Amazonas,
  • Pará,
  • Acre,
  • Rondônia,
  • Roraima,
  • Amapá,
  • a região centro-oeste do Tocantins
  • a porção centro-norte do Mato Grosso e
  • a faixa oeste do Maranhão

É uma região em diversidade natural, tem rede fluvial importante e nela está a Floresta Amazônica. As atividades econômicas de maior importância são o extrativismo mineral e vegetal, a agropecuária e a indústria.

Na indústria se destaca a Zona Franca de Manaus, que é uma região industrial que opera pela concessão benefícios especiais para as indústrias que ali se instalaram, como isenção de impostos para produtos industrializados, incentivos fiscais e concessão de terrenos.

A região também é vista como uma importante área da expansão da fronteira agrícola, o que pode agravar o desmatamento da Floresta Amazônica.

Complexo Regional do Nordeste

O Complexo Regional do Nordeste abriga cerca de 25% da população brasileira, que está mais concentrada nas capitais litorâneas, e ocupa 20% do território nacional. Foi a primeira região a ser explorada pelos europeus, porém com o passar dos anos, passou por um movimento migratório para o Centro-Sul, e, posteriormente para a Amazônia. Nos últimos anos vem ocorrendo uma tendência de inversão nesse movimento migratório, muito por conta dos investimentos que a região vem recebendo.

Esta região compreende os estados:

  • Ceará,
  • Piauí,
  • Pernambuco,
  • Paraíba,
  • Rio Grande do Norte,
  • Alagoas,
  • Sergipe,
  • Bahia,
  • a porção leste do Maranhão,
  • e o extremo norte de Minas Gerais.

A economia da região é baseada na agropecuária, com a produção de cana-de-açúcar, cacau e algodão. Outro destaque é o turismo fruto da grande diversidade de atrações existentes ao longo do litoral da região. A indústria vem ganhando importância em cidades como Feira de Santana (BA), Goiana (PE), Camaçari (BA), e outras.

No Complexo Regional do Nordeste os maiores períodos de estiagem e alguns dos menores índices socioeconômicos do país. Todavia, o complexo regional têm recebido obras para minimizar essas limitações, como, por exemplo, a construção da transposição do Rio São Francisco.

  • Leia mais sobre o Complexo Regional do Nordeste.

Complexo regional do Centro-Sul

É a região mais povoadadesenvolvida economicamente e industrialmente, onde estão situados os grandes centros de gestão econômica e política. No Centro-Sul, se concentra as sedes das corporações privadas que participam da produção, distribuição e circulação de mercadorias.

Esta região compreende os estados:

  • Goiás,
  • Mato Grosso do Sul,
  • São Paulo,
  • Rio de Janeiro,
  • Espírito Santo,
  • Santa Catarina,
  • Paraná,
  • Rio Grande do Sul,
  • a maior parte de Minas Gerais,
  • a porção centro-sul do Mato Grosso e
  • o sul de Tocantins.

A região tem infraestrutura desenvolvida, com aeroportos, rodovias, portos e ampla rede rodoferroviária, que possibilita a integração entre os três setores econômicos. A região experimentou a modernização agrícola constituindo-se na principal região exportadora de commodities no país.

É a região mais urbanizada e abriga as principais capitais do país, como Rio de Janeiro e São Paulo e capital do país, Brasília. No entanto, apesar de desenvolvida e de centralizar grande parte da produção do PIB do país, é a região onde encontramos os mais expressivos índices de desigualdade social do Brasil, com uma má distribuição de renda, de qualidade de vida e de consumo.

Regionalização do Brasil - IBGE

 "Regiões brasileiras correspondem às divisões do território nacional com base em critérios, como aspectos naturais, sociais, culturais e econômicos. O órgão responsável pela regionalização do Brasil é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divide o país, atualmente, em cinco regiões:

-Norte

-Nordeste

-Centro-Oeste

-Sudeste

-Sul


O IBGE já realizou diversas regionalizações, a que vigora atualmente foi elaborada em 1970. Em 1988, com a Constituição Federal, houve alterações na divisão territorial do país com a criação do estado do Tocantins, que passou a integrar a região Norte. As unidades federativas foram agrupadas segundo as suas semelhanças, que podem ser físicas, econômicas, sociais e culturais."

Veja mais em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/regioes-brasileiras.htm

1° Triunvirato - Saiba detalhes!

"Resumo sobre o Primeiro Triunvirato

O Primeiro Triunvirato foi a aliança informal entre Júlio César, Crasso e Pompeu, no ano 60 a.C., que marcou a entrada dos militares na política romana.
Essa aliança promoveu a divisão das províncias romanas entre os três generais, enfraquecendo o poder do Senado romano.

Com a morte de Crasso, o Triunvirato se desfez, e, com a morte de Júlia, esposa de Pompeu e filha de Júlio César, rompeu-se a aliança política entre os generais, dando início a uma guerra civil pela disputa do poder em Roma.

Júlio César foi o idealizador do Primeiro Triunvirato."

Veja mais em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/primeiro-triunvirato.htm

terça-feira, 7 de junho de 2022

3 dicas de estudos para História no ENEM!


1. Foque nos assuntos que mais caem em história no Exame

A história é gigantesca né? Por isso, a nossa primeiríssima dica de como estudar história para o Enem é: foque nos assuntos que mais caem nessa disciplina no Exame.

Pois bem, de acordo com professores e especialistas que analisaram as últimas edições do Enem, os assuntos que mais caem em história e provavelmente rechearão sua prova são:

História do Brasil;
História Contemporânea;
História Moderna;
História Antiga;
História Medieval;
História das Américas;
História de África.

2. Estude por canais do Youtube

O Youtube tem se mostrado um verdadeiro aliado dos estudantes que querem estudar sozinhos para o Enem e demais vestibulares. 

Ele é um espaço aberto a todos os professores que querem postar conteúdos das mais diversas maneiras possíveis. E o mais legal é que dá para ver videoaulas gratuitamente. 

E é por tudo isso que trouxemos como nossa segunda dica de como estudar história para o Enem alguns exemplos de canais superlegais que vão te ajudar a entender os acontecimentos históricos que circundam o Brasil e o mundo e que, muito provavelmente, cairão em seu Exame Nacional do Ensino Médio.

Estude história de maneira contextualizada

3. A nossa terceira dica de como estudar história é: estude de maneira contextualizada.

O Enem é uma prova que costuma cobrar as questões das diferentes disciplinas de modo intertextualizado. 

Por isso, estudar história de modo produtivo para o Enem passa por relacioná-la com as disciplinas de literatura, geografia, sociologia e filosofia principalmente.

segunda-feira, 6 de junho de 2022

Energia solar - Caminho da sustentabilidade!

Energia solar é um termo que se refere à energia proveniente da luz e do calor do Sol. É utilizada por meio de diferentes tecnologias em constante evolução, como o aquecimento solar, a energia solar fotovoltaica, a energia heliotérmica, a arquitetura solar e a fotossíntese artificial. 

domingo, 5 de junho de 2022

Atividade de Educação Tecnológica- TDICs e Internet das coisas!

Olá, pessoal!

Hoje teremos nossas atividades relacionadas a duas temáticas importantes! É importante que você utilize seu fone de ouvidos e pesquise bastante antes de enviar seus formulários!

Lembre-se, temos tempo para desenvolver uma boa atividade!

sexta-feira, 3 de junho de 2022

Elementos de um mapa!

Os mapas usam signos para representar elementos da realidade. representar dados consistem de vários signos ou traços , tais como, linhas, pontos, cores, tons, padrões, e assim por diante, explicitados na Legenda do mapa.Os elementos fundamentais do Mapa são:

Título: Local, Assunto, Data.Legenda: o que os símbolos significam.Orientação: as direções cardeais. ...Coordenadas geográficas: Latitude e Longitude.Escala: convém a escala gráfica.Projeção cartográfica.Representação gráfica.Encarte de localização.

quinta-feira, 2 de junho de 2022

Vamos falar sobre agricultura familiar!

agricultura familiar corresponde à produção agropecuária realizada por pequenos produtores em que o sistema agropecuário é mantido pelo núcleo familiar e, no máximo, por alguns poucos funcionários assalariados. Essa prática refere-se, portanto, a pequenas propriedades rurais, nunca maiores que quatro módulos fiscais.

Um módulo fiscal, resumidamente, é uma unidade de terra cujo tamanho é definido pelo poder municipal e varia entre 5 e 100 hectares.



quarta-feira, 1 de junho de 2022

Quem foi Júlio César?

Júlio César (100-44 a. C.) foi um militar, político e ditador romano. Seu objetivo era terminar com o regime republicano e implantar a monarquia.

Acumulou títulos, foi Pontífice Máximo, Ditador Perpétuo, Censor Vitalício e Cônsul Vitalício. Formou com Pompeu e Crasso o Primeiro Triunvirato. Durante dez anos procurou unificar o mundo romano.