Postagens em destaque!

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

JOGOS OLÍMPICOS – RIO 2016: O maior evento esportivo do planeta!

JOGOS OLÍMPICOS – RIO 2016

O maior evento esportivo do planeta

JOGOS OLÍMPICOS 2016 – RIO DE JANEIRO 2016

Os Jogos Olímpicos foram criados pelos gregos. Não se sabe a data do início, mas historiadores aceitam o começo dos Jogos Olímpicos no ano de 776 a.C. baseado em inscrições encontradas nas ruínas de Olímpia. Nas escavações foram descobertas inscrições também de corridas a pé, salto, discos, lança  dardos e lutas. Também conforme a tradição um cozinheiro de  uma cidade vizinha a Olímpia, chamado Coroebus foi o primeiro campeão olímpico. Os primeiros Jogos Olímpicos aconteceram em Olímpia na Grécia.


Esse  lugar  é  famoso  por  ter sido  o  local  onde  se  realizaram  os primeiros  Jogos  Olímpicos  na 
antiguidade,  daí  o  nome  de Olimpíadas. Olímpia  era  um  santuário (gruta)  no  meio  do  bosque Altis, diante do monte Cronos. Nesse lugar não moravam pessoas e elas vinham de  cidades  vizinhas para  pedir  aos deuses  que  não  houvesse  guerras, comuns no país grego.


As  Olimpíadas  eram  muito  importantes  para  os  gregos,  tinham  caráter religioso, político e esportivo. O período das olimpíadas era chamado o  Tempo da  Paz Olímpica,  isso porque  as cidades gregas assinavam um acordo para que as guerras tivessem uma trégua enquanto aconteciam os jogos. Hoje,  Olímpia é um lugar importante  por ser um sítio arqueológico, lugar que tem história e turismo.  



Pela  sua  importância  Olímpia  é  uma cidade  patrimônio  cultural  da  UNESCO  e abrigou  uma das  sete  maravilhas  do  mundo antigo – A estátua de Zeus em ouro e marfim.Também  conta  com museu  onde  estão peças  recuperadas  e  oferecidas  ao  deus  dos deuses  –  ZEUS,  como  armas, placas, estatuetas, objetos de bronze, etc. O  local  arqueológico  sofreu  um  grande  desastre provocado  por terremotos,  no  século  VI  d.C.  As  edificações  foram  soterradas  e  muitas destruídas. 

Com  a  invasão  dos  romanos  foram  construídas  hospedarias,  casa  do banho, ginásios, oficinas, templo  de  Hera,  hipódromo,  etc.  Apesar  de  novas construções  e  restaurações  os romanos  pouco  se  interessaram  por  jogos, preferiam as lutas dos gladiadores romanos. Mesmo assim,  o  rei  Felipe  II,  pai  de  Alexandre  –  o  Grande,  fez  muitas restaurações. No século IV d.C. o imperador Teodorio I decretou uma lei proibindo os Jogos  Olímpicos  alegando  serem celebrações pagãs,  por  que  os  gregos acreditavam em vários deuses.

OS JOGOS OLÍMPICOS NA ERA MODERNA

Em  1896,  reiniciaram  os  Jogos  Olímpicos  por iniciativa  do  barão francês  Pierre  de  Coubertin. Ele ficou conhecido como pai dos Jogos Olímpicos da Era Moderna. Após  a  sua  morte,  seu coração foi transportado para  Olímpia,  onde  hoje  há  um  monumento  em  sua homenagem. Na  Grécia antiga,  as  modalidades  disputadas eram: arremesso  de  disco,  corrida,  natação,  pentatlo, luta, box, salto e altura e distância.


A  primeira  olimpíada  durou  apenas  um  dia.  A  modalidade disputada  foi corrida. Em 708 a.C. foram dois dias. Os atletas chegavam vários dias e até um mês antes para se preparar. No primeiro dia os atletas e árbitros faziam um juramento e a tocha era acesa diante do templo de Zeus (deus dos deuses) ou de Hera.

PARTICIPAÇÃO E PRÊMIOS

Nas Olimpíadas antigas só podiam participar cidadãos gregos. Era vetado a participação de mulheres e escravos. Os  atletas  eram  somente  homens,  desde  jovens  eram  preparados  com exercícios, treinamentos intensivos. O esporte em Atenas era considerado um dever  para  a  juventude masculina.  O  objetivo  da  prática  esportiva  era  a formação de uma vida adulta com força, saúde e disciplina. Havia preocupação com  a  alimentação  dos  atletas  (carboidratos  e  proteínas  para fortalecer  os músculos). Não  usavam  uniformes,  participavam  dos  treinamentos  e  competições nus.


O  árbitro  tinha  a  função  de  manter  a  ordem  e  paz  durante  o  evento, evitando brigas e confusões.

PREMIAÇÃO

Na  antiguidade  havia  apenas  um vencedor e ele recebia como prêmio o chamado “Kotinos” uma coroa feita com folhas de oliva, retirada de uma árvore considerada  sagrada  –  a  oliveira selvagem existente próxima ao templo de Zeus em Olímpia. Era apenas colocada na cabeça e logo retirada, mas os  campeões  eram recompensados com prêmios, dinheiro, presentes, isenção de impostos. 

Na era moderna foram introduzidas as medalhas.

CERIMÔNIA DAS MEDALHAS

Em  Los  Angeles  (EUA)  em  1932  foi  implantada  a  cerimônia  das medalhas. Os atletas em pé no pódio e com as bandeiras de seu país sendo hasteadas, (sendo hasteada na premiação dos 3 finalistas). 

O hino nacional do país do medalhista do ouro é executado.

  • Medalha de ouro – 1º colocado
  • Medalha de prata – 2º colocado
  • Medalha de bronze – 3º colocado

LEMA OLÍMPICO

“Mais rápido, mais alto, mais forte”  criado pelo pedagogo Henri Didon, amigo de Coubertin.

SÍMBOLO OLÍMPICO

A bandeira é o símbolo Olímpico, foi criada em 1013 pelo barão francês Pierre de Coubertin. Foi apresentada pela primeira vez em 1914 no congresso olímpico realizado em Paris, foi hasteada pela primeira vez em 1920. Esta  bandeira  representa  a  universalidade  de  olimpísmo,  ou  seja: Espírito Olímpico, ética no esporte, união através do esporte. A  bandeira  das  Olimpíadas representa  a união dos  cinco continentes. 

 
É  um  símbolo  formado por  cinco  anéis  entrelaçados  com diferentes  cores:  azul,  amarelo, preto, verde  e  vermelho,  colocados  num fundo  branco.  Essas  cinco  cores representam as cinco partes do mundo: A união dos cinco continentes. Esse  entrelaçamento  mostra  que  as  competições  não são  rivais,  mas praticam entre si jogos numa concorrência saudável. O entrelaçamento representa a união amistosa e pacifica das nações.

Significado das cores da bandeira:
  • Azul representa a Europa
  • Amarelo representa a Ásia
  • Preto representa a África
  • Verde representa a Oceania
  • Vermelho representa a América (do sul, do norte e central)

CERIMÔNIA DE HASTEAMENTO

A  bandeira  é  hasteada  num  mastro  na  cerimônia  de  abertura  das olimpíadas, por atletas. Ela fica hasteada enquanto a chama olímpica queima no estádio. Nas Olimpíadas Rio 2016 será hasteada no  dia  5  de  agosto  de 2016  e  será  levada  na  posição horizontal  ao  estádio  do  Maracanã por atletas. Por  fim,  na  cerimônia  do encerramento  a  bandeira  será recolhida,  dobrada  e  entregue ao prefeito de Tóquio no Japão, cidade sede das Olimpíadas de 2020. 


A bandeira é importante símbolo das Olimpíadas. “O  mais  importante  nos  jogos  Olímpicos  não  é vencer,  mas participar como a coisa mais importante da vida, não é triunfar, mas lutar. O  essencial não  é  a  conquista,  mas  ter  lutado  bem”.  Bispo  Etheibert  da Pensilvânia, proferida e adotada em 1908 pelo barão Coubertin.

HINO OLÍMPICO

A letra foi escrita pelo grego CostisPalamas e musica do grego Spiridon Samara.  Executado  em 25/03/1986  na  abertura  da  Olimpíada  de  1986  – Atenas – Grécia. O hino foi adotado oficialmente pelo comitê Olímpico Internacional.

Vamos conhecer a letra do Hino das Olimpíadas?

“Espírito imortal da antiguidade.
Criador augusto d verdade, beleza e bondade.
Desça aqui, apresente-se, irradie sua luz sobre nós,
Por sobre este campo e debaixo deste céu
Que primeiro testemunharam sua forma imperecível 
Traga vida e entusiasmo para estes nobres jogos!
Atire coroas de flores com frescor eterno nos vitoriosos 
Da corrida e da luta”
Hino das Olímpiadas – Rio 2016
“Os grandes Deuses do Olimpo Visitam o Rio de Janeiro”
Compositor: Arlino Cruz e Arlindo Neto
Intérprete: Zeca Pagodinho
Os grandes Deuses do Olimpo visitam o Rio de Janeiro
Os grandes Deus do Olimpo chegaram na nossa cidade 
E o Rio continua lindo. O Panteão de verdade 
Apolo adorou o som, o pôr do sol e a tarde
Posseidon olhou o mar e disse: “É isso que é felicidade!”
Ficaram na roda de samba até clarear
Ficaram até de perna bamba de tanto sambar
Ficaram na roda do samba até clarear
Ficaram até de perna bamba de tanto sambar
O, ô, ô, ô!
Os Deuses do Olimpo 
O, ô, ô, ô!
Chegaram na nossa cidade
O, ô, ô, ô!
Ficaram até de perna bamba
O, ô, ô, ô! 
De tanto sambar
O Hermes mensageiro falou pro pessoal
Que o Rio de Janeiro é sempre carnaval
Até Dionísio saiu na bateria
Afrodite era a rainha da folia
A Hera se encantou com a lua do arpoador
Atenas se encantou com a vista lá do redentor
O, ô, ô, ô!
O Rio de Janeiro continua lindo
O, ô, ô, ô!
Todo mundo sambando, todo mundo curtindo Alô Vila Isabel!
Ô, ô, ô, ô!
Rainha da Folia, Afrodite!
Ô, ô, ô, ô!
Os grandes Deuses do Olimpo chegaram na nossa cidade
E o Rio continua lindo, um Panteão de verdade
Apolo adorou o som, o pôr do sol e a tarde
Poseidon olhou o mar e disse: "é isso é que é felicidade!"
Ficaram na roda de samba até clarear
Ficaram até de perna bamba de tanto sambar
Ficaram na roda de samba até clarear
Ficaram até de perna bamba de tanto sambar
Ô, ô, ô, ô!
Ô, ô, ô, ô!
Hércules falou "Povão Trabalhador"
Ártemis na floresta se enche de amor
Hefesto disse a Ares: "O Rio é de paz!"
E todos responderam: "O Rio é demais!"


MASCOTES DAS OLIMPÍADAS – RIO 2016

Mascotes são personagens para representar os jogos Olímpicos de forma descontraída e animada. Representam aspectos importantes da cultura do país sede. Os mascotes criados para representar nossos jogos Olímpicos são dois bonecos:
  • Vinicius (mistura de animais brasileiros)
  • Tom (mistura de plantas brasileiras)

Os  nossos  mascotes  homenageiam  os  músicos:  Vinicius  de  Moraes  e Tom Jobim –expoentes da bossa nova. Através das suas músicas fizeram com que muita gente no mundo conhecesse o Rio. Sua música garota de Ipanema é  umas das canções mais tocadas no mundo.

A CHAMA OLÍMPICA

O acendimento da tocha Olímpica significa invocar o deus do sol. A  chama  Olímpica  é  um dos  símbolos  dos  jogos  Olímpicos  e  evoca  a lenda de Prometeu que teria roubado o fogo de Zeus (deus dos deuses) para entregar aos mortais. Durante os jogos Olímpicos, Olímpia mantinha aceso um fogo que ardia enquanto  durassem  as  competições.  Meses  antes  da realização  dos  jogos Olímpicos, a chama  era acesa  em Olímpia, em frente as ruinas do templo de Hera.  Atrizes  representando  sacerdotisas  de  Hera  colocavam  uma  tocha  na 
cavidade de um espelho que concentra os raios de luz do sol. 

Hoje a chama é acesa dessa mesma maneira,  vários meses antes da Olimpíada no local dos jogos como aconteciam em Olímpia. Onze  mulheres  representando  o  papel  de sacerdotisas  realizam  uma cerimônia na qual a tocha é ascendida logo a seguir era solta uma pomba  – sinal de paz.

A TOCHA OLÍMPICA – RIO 2016

A  tocha  simboliza  a  união  entre  os  jogos  da  antiguidade  e  da  era moderna. A  tocha Olímpica  Rio  2016  é  toda  feita  em alumínio  reciclado,  cheia  de  cores,  referência  às belezas culturais e naturais do nosso país.  

A tocha foi  criada  pela  agência  de  design Chelles  & Hayashi,  de  São  Paulo,  fundado  há  21  anos  por Gustavo  Chelles  e  Romy Hayashi.As  cores  da marca Olímpica são da bandeira nacional brasileira. O Céu – Amarelo representa o sol e também o ouro; As  montanhas  –  As  curvas  verdes  representam morros e vales; O  mar  –  As  ondulações  azuis  representam  as águas; O chão – Representa o calçadão de Copacabana; Os pilares  presentes na textura triangular remetem aos três valores Olímpicos:  excelência, amizade e respeito.  No  efeito  da  flutuação  dos segmentos, inspirado nos corpos dos atletas voando no ar. 

Diversidade  harmônica  um  eixo multi composto expressa união e diversidade com partes individuais que forma um conjunto. Energia  contagiante  os  segmentos  se  abrem  e liberam energia passa o momento de paz (momento em que a chama passa de uma tocha para a outra). Natureza  recortes  revelam as  formas  orgânicas  da natureza do Rio de Janeiro e as cores do Brasil.

CERIMÔNIA DE ACENDIMENTO DO FOGO OLÍMPICO E REVEZAMENTO DA TOCHA – RIO 2016

A  cerimônia  de acendimento da chama Olímpica foi realizada na cidade de Olímpia, na Grécia. Contou  com  a  execução  dos  hinos  nacionais  do  Brasil  e  da  Grécia  e  a chama foi acesa como se fazia na antiguidade.  A tocha Olímpica moderna é acesa onde costumava ficar o templo de Hera. O revezamento começou em 1936, com os jogos Olímpicos de Berlin.

A atriz Katerina  Lehou representou a sacerdotisa acendendo a chama. A cerimônia contou com 23 atores e 13 dançarinos. O acendimento aconteceu no dia  21  de  abril  de  2016,  às 06h53min,  horário  de  Brasília,  quando  Katerina Lehou a sacerdotisa Hera, com a “Skaphia”  (suporte de espelho côncavo que converge os raios para um ponto especifico) e a chama apareceu.


A tocha recebeu a chama e foi passado para o primeiro  participante do revezamento da tocha – ginasta grego Eleflherios Petrounias.


Eleflherios  Petrounias  passou pelo monumento de Pierre de Coubertin, a poucos  metros do  local  do  acendimento  e  entregou  a  chama  Olímpica  ao brasileiro Giovane Gavio, bicampeão Olímpico de Voleibol. 

Após acesa, a tocha viajou 6 dias pela Grécia. No dia 29 de abril de 2016 foi levada para a Suíça em Genebra para uma cerimônia na ONU (Organização das  Nações  Unidas)  em  30 de  abril  foi  levada  para  o  museu  Olímpico  em Lausanne, sede do COI (Comitê Olímpico Internacional). No  horário  de  07h30min  do  dia  3  de  maio  de  2016  o  fogo  Olímpico
desembarcou  em  Brasília  com  a  missão  de  percorrer  327  cidades.

Vindo  de Lousanne, no avião em quatro lamparinas acesas com o fogo Olímpico e essas foram  cuidadas  por guardiões  treinados.  No  avião  estavam  Carlos  Arthur Nuzman presidente  do  comitê Olímpico  do  Brasil  e  do  comitê  do  Rio  2016, Giovane Gávio e ainda convidados de patrocinadores:  Maju Trindade, Thainara OG, os criadores da tocha Gustavo Chelles e Romy Hayashi e jornalistas.


Na  parte  final  da  viagem,  a aeronave  foi  acompanhada  por  dois aviões  de  caça  da Força  Aérea Brasileira.  Antes  de  descer do avião, com  as  lamparinas,  Nuzmam discursou emocionado  para  todos  os presentes  no  voo.  Do  aeroporto,  o dirigente  seguiu  para  o Palácio  do Planalto  para  participar  com  a presença  da  presidente  Dilma Russeff.

A presidente ascendeu a tocha e passou para as mãos de Fabiana, capitã da seleção brasileira de vôlei e bicampeã Olímpica. Durante a viagem,  as quatro lamparinas foram cuidadas pelos guardiões: Humberto Freire, Alice Cardoso, Marco Elias e Marcelo Barros. Eles estiveram o  tempo  todo  da  viagem  atentos  com  o  tamanho  da  chama  e  para  que  o querosene durasse toda a viagem,  todos passaram por treinamento especifico da LATAM antes do voo.

A viagem durou um pouco mais de 11 horas. Doze  mil  pessoas  vão  dividir  a  missão  de carregar  a  tocha  olímpica  no Brasil, passando por 359 cidades. O revezamento no Brasil iniciou no dia 3 de maio em Brasília e a tocha chegará  em  5  de  julho  no  estádio  do Maracanã,  local  das  celebrações  de abertura e encerramento das Olimpíadas Rio 2016.

VALORES DOS JOGOS OLÍMPICOS

Amizade

A  amizade  estende  a  mão  e  busca  atendimento:  o  amigo  procura entender  o  próximo apesar  das  diferenças  que  tem  em  relação  ao  outro, atitudes  e  sentimentos  produtivos, como:  simpatia,  empatia,  honestidade, compaixão, confiança, solidariedade e reciprocidade positiva.

Respeito

O  respeito inclui:  jogo limpo  (respeito as regras do jogo), a honestidade, saber seus limites e tomar conta da sua própria saúde (diga não ao dopping) e respeitar o meio ambiente.
Respeito  também  significa  um  sentimento  positivo  de  consideração  por outra pessoa, de outro país ou de outra religião.

Excelência

Excelência  tem  tudo  haver  com  dar  o  melhor  de  si,  tanto  no  esporte quanto na vida, participar e progredir de acordo com os seus objetivos.

LEMA DOS JOGOS OLÍMPICOS – RIO 2016

O  lema  ou  slogan  dos  jogos Olímpicos  Rio  2016  “Viva  sua  Paixão”,“reflete  a  maneira aberta  e  democrática com que o nosso país recebe e convive com  as  diferentes  culturas, raças, religiões e comportamentos. “É  um  convite  aberto  para  todo mundo  Viva  sua Paixão  pelo  esporte nesta  cidade  maravilhosa,  seja  como atleta,  oficial,  jornalista, espectador”  -explica  Leonardo  Cryner  diretor  de marketing e comunicação do Rio 2016.

CURIOSIDADES

Diferença entre Olimpíada, Jogos Olímpicos, e Jogos Paraolímpicos:

Olimpíada:  É  o  tempo  em  que  os  atletas  utilizam  para  se  prepararem para os jogos Olímpicos. O período é de 4 anos que separa as edições dos jogos.
Jogos Olímpicos: É o momento. O evento.
Jogos  Paraolímpicos:  São  semelhantes  aos  jogos  Olímpicos,  mas  a participação é restrita a atletas com algum tipo de deficiência.

Diferença entre Tocha Olímpica, Chama Olímpica e Pira Olímpica:

Tocha olímpica: é a haste que sustenta a chama, o fogo.
Chama olímpica: é o fogo.
Pira olímpica: base que mantém o fogo constantemente aceso.

  • Bandeira: os aros olímpicos representam a união dos cincos continentes.
  • Espírito  olímpico:  São  os  valores  do  movimento  Olímpico  –  amizade, respeito e excelência.
  • Tema olímpico: “Mais rápido, mais alto, mais forte”
  • Lema dos jogos olímpicos Rio 2016: “Viva sua paixão”
  • Mascote: é o nome  dado a um animal, pessoa ou objeto animado que é escolhido como representante  visual  ou  identificador  de  uma  marca  ou evento. Nas próximas olimpíadas os mascotes são Vinícius e Tom.
  • Período dos jogos Olímpicos Rio 2016: de 05 a 21 de agosto.
  • Local: Cidade do Rio de Janeiro.
  • Quantos atletas farão parte: Estima-se 10.500 atletas.
  • Quantos países: 206
  • Quantas  modalidades  esportivas:  serão  28  esportes  tradicionais.  As novidades são o Rugby Sevens e o Golf.
  • O  que  é  Parque  Olímpico?  É  um  enorme  complexo  esportivo  com inúmeras edificações lá também está a cidade do esporte.
  • Haverá  jogos fora do Rio de Janeiro? Sim  também haverá  competições de futebol: em Salvador, São Paulo, Belo Horizonte.
  • Provas com medalhas: 306
  • Tipos de esportes disputados: 42

VOCÊ SABIA?

Para organizar os jogos Olímpicos da América do Sul, são necessários:
  • 11 milhões de refeições;
  • 34.000 camas;
  • 72.000 mesas;
  • 100.000 cadeiras;
  • 25.000 bolas de tênis;
  • 315 cavalos;
  • 60.000 cabides.
QUEM FARÁ?

Para tudo acontecer, o comitê Rio 2016 contará com:
  • 45.000 voluntários;
  • 85.000 terceirizados;
  • 6.500 funcionários.

NA ANTIGUIDADE

Os jogos Olímpicos começaram em Olímpia na Grécia em 776 a.C. (Antes de Cristo). Os jogos  foram  suspensos  no  ano  de  392  d.C.(Depois  de  Cristo)  Pelo imperador romano Teodosio  I por que os jogos eram considerados atividades pagãs (adoração a muitos deuses). Na era moderna em 1896 foram reiniciados os jogos Olímpicos por iniciativa do barão francês Pierre de Coubertim. A celebração de abertura dos jogos Olímpicos será no estádio do Maracanã – Rio de Janeiro no dia 5 de julho.

Programe  seu  tempo  para  assistir desde  a  chegada  da  tocha  Olímpica, cerimônia  de abertura,  apresentação das delegações, as atividades artísticas. No mesmo local, dia 21 de agosto acontecerá o encerramento.

                  The End!                

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui...